TUDO QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE QUEDA DE FATURAMENTO

TUDO QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE QUEDA DE FATURAMENTO

Não precisa se desesperar, a queda no faturamento ocorre com a maioria das empresas, se não com todas em algum momento de sua existência, é a grande lei da ascensão e queda!

Porém, o diferencial consiste em como superar a queda do faturamento, inovar para se manter no mercado e até mesmo romper as barreiras da dificuldade e tornar o momento de dificuldade uma grande lição aprendida.

Em alguns momentos estar no vermelho torna-se inevitável, mas respire fundo que neste artigo vamos te ajudar em como superar essa dificuldade momentânea e seguir em frente rumo ao sucesso 😉

Avalie e reavalie seu mercado

Seu negócio está perdendo espaço para a concorrência? Seu segmento está em ascensão ou queda no mercado? Será que não é o momento de repensar a abordagem ou até mesmo o portfólio? Alguns produtos e serviços tendem a tornar-se obsoletos com o passar do tempo, e estar atento aos sinais que o mercado traz é um fator fundamental na hora de perceber o que pode estar havendo de errado em seu negócio, e que reflete diretamente na queda do faturamento.

Se o problema está com o terreno perdido para a concorrência, quais áreas precisam trabalhadas para alavancar as dimensões competitivas da sua organização? Talvez seja o momento de reunir os pilares das equipes e verificar as melhores soluções disponíveis, para que haja uma reação o mais breve possível.

Qual a visão de seus clientes?

Se o segmento vai bem e a concorrência não representa tanta ameaça, o que está ocorrendo com seus clientes? Uma pesquisa de satisfação, enquetes e investigação via mídias sociais podem ajudar na compreensão de como seus clientes enxergam seu negócio.

As metas de lucratividade para seus produtos e serviços estão dentro dos custos e preços ideais? A empresa jamais deve abrir mão da lucratividade! E para que isso seja possível, avalie se os produtos ou serviços estão atingindo as metas e caso não estejam, talvez seja a hora de retirá-los do portfólio.

Invista em indicadores de desempenho, mas que tenham função!

Muitos empreendedores gastam horas de consultoria e investimento tecnológico na criação de indicadores e ferramentas das quais, não sabem quais decisões serão tomadas por meio dessas medições. Meça aquilo que se saiba qual decisão tomar em cima desse indicador/índice, além de otimizar tempo e energia, evita o desperdício de análise com informações que não agregam valor ao trabalho.

Indicadores como aumento de vendas x ações no período, redução de custos e melhora na qualidade dos produtos e serviços, são excelentes exemplos que auxiliam o aumento do faturamento.

E é claro, estabeleça metas claras para cada indicador e para o responsável da equipe, de modo que nenhuma ação seja executada à toa. Boa sorte 😉

Até a próxima,

Ricardo Oliveira

Diretor comercial – Agência Marshal

Comunicação estratégica

Share this post

Start typing and press Enter to search

Shopping Cart

Nenhum produto no carrinho.